QUEM SOMOS




A BAHIANET é uma Prestadora de Serviços de Comunicação Multimídia (SCM - Dados, Voz e Imagem) com outorga (ANATEL) para prestação de serviços de telecomunicações em todo o território Nacional.

Com sede na Cidade de Camamu-BA, tem sua atual Área de Cobertura estendida a mais de 10 municípios da Bahia.

Através de investimentos em treinamentos, pesquisas e desenvolvimento, estamos sempre buscando o estado da arte em nossos serviços. Contamos com uma equipe de profissionais capacitados.

  • Missão

    MISSÃO

    Prover a melhor composição de tecnologias e serviços para atender as demandas de nossos clientes, buscando sempre a continuidade das soluções implementadas, reduzindo riscos e custos.

  • Visão

    VISÃO

    Manter-se como referência em comunicação, inovando sempre e buscando tecnologias de ultima geração.

  • Ética

    ÉTICA

    Pensar e agir de forma transparente para manter relações de confiança.

CIDADES

Escolha a sua cidade e saiba qual o melhor Plano para você.

Cada cidade tem os seus Planos!

SUPORTE

Suporte Técnico BAHIANET

Oferecemos Suporte Técnico gratuito para problemas de rede relacionado ao ponto de chegada da conexão, ou seja, no seu roteador. Não nos responsabilizamos por sub-redes internas.

Supervisão e manutenção de rede por equipe especializada.

Horários de atendimento:

Segunda à Sexta - 08h00 às 18h00 | Sábado - 08h00 às 14h00

INTERNET PIRATA É CRIME,

NÃO FAÇA PARTE!

Prática do Crime

Quando o indivíduo distribui Internet sem autorização, da Anatel ou mesmo da companhia telefônica ele está praticando crime por desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicações. (Lei 9.472/1997) e o cliente praticando crime baseado pela mesma lei no artigo 183:

Art. 183: Desenvolver clandestinamente atividades de telecomunicação: Pena: detenção de dois a quatro anos, aumentada da metade se houver dano a terceiro, e multa de 10.000,00 (dez mil reais). Parágrafo único: Incorre na mesma pena quem, direta ou indiretamente, concorrer para o crime.

Art. 184: São efeitos da condenação penal transitada em julgado:

I - tornar certa a obrigação de indenizar o dano causado pelo crime;

II - a perda, em favor da Agência, ressalvado o direito do lesado ou de terceiros de boa-fé, dos bens empregados na atividade clandestina, sem prejuízo de sua apreensão cautelar.

Parágrafo único: Considera-se clandestina a atividade desenvolvida sem a competente concessão, permissão ou autorização de serviço, de uso de radiofrequência e de exploração de satélite